19 de março de 2010

Taking chances

por ..bee.. às 15:42
Tal qual Don Juan de Marco, esta geminiana aqui sofre de um romantismo incurável. Porém já tinha desistido do amor há um tempo. Estava mais focada no lado prático da questão e julgava estar me saindo muito bem, até que eu o conheci. Não sei ao certo o que me acontece, acho que é ironia do destino mesmo, que toda vez que eu estou segura o suficiente de uma questão a ponto de cair no cinismo, algo acontece e me sacode. Me abala as estruturas e me faz repensar. Agradeço por isso, sério mesmo!

Eu o conheci e nem dei muita atenção ao fato. Conversávamos horas pelo msn. Era divertido. Escorpiano (sempre!!), inteligente, me fazia rir. Para alguém que se apaixona como quem troca de roupa, era um desafio e tanto. Sorte não tê-lo por perto. E foi então que ele lançou o desafio máximo: "olha, eu tenho que te avisar que eu não sou o tipo de cara por quem uma menina deve se apaixonar.". Tudo bem, eu não ia ficar por baixo: "Acontece que eu já sou bem grandinha para saber onde eu posso ou não pisar. Mas tudo bem, você me avisou, pode ter a sua consciência limpa. Agora é por minha conta e risco..."

Também não me considero "girlfriend material", sabe? Tenho mil e um defeitos, inclusive o meu cinismo recém-adquirido. Mas tinha algo nele que me testava... Tinha vontade de fazê-lo engolir aquelas palavras... Não se apaixona?! Vamos ver!! E então veio o jogo. Desafio maior ainda: quem faz quem se apaixonar primeiro... Sim, eu quero o que eu não posso ter. Coisa de menina mimada, eu sei. Mas se eu quero, eu vou fazer de tudo para conseguir.

O que ninguém te avisa é que, para tentar ganhar esse jogo, você tem que se envolver, para ganhar a confiança alheia. E quanto mais você se envolve, mais você acaba se entregando também... E eu fui me envolvendo, com o intuito de tirar a armadura dele. Fui me envolvendo sem perceber. Ainda achava que tinha tudo sob controle, tentando manter a distância. Até que conversávamos todos os dias no msn, sobre tudo e sobre nada. Até que vieram sms, depos no orkut. Até que eu fui viajar, e ganhei um sms dele em pleno sábado a noite, antes de sair para a farra. Até que os sms ficaram cada vez mais constantes. Até que eu passei a sentir a falta dele. E ele começou a habitar meus pensamentos antes de eu ir dormir...

Fui me envolvendo até não ter mais volta, e não percebi. Até que o cara irritante, arrogante, convencido, se mostrou um grande amigo. Um homem com jeitinho de garoto, faceiro, cheio de vida. Até eu ficar encantada com a sinceridade dele e com o quanto nos combinávamos. Até eu perceber que esse escorpiano irritante, de repente podia ser tudo o que o médico prescreveu para essa geminiana desiludida. Agora não tem mais volta.

"Você não sabe sobre o meu passado
E eu não tenho uma certeza de futuro
E talvez isso esteja indo rápido demais
E talvez não vá durar

Mas o que você me diz de correr o risco?
O que me diz de pular do penhasco?
Sem saber se é vai ter chão lá embaixo
Ou uma mão para te segurar, ou o inferno

O que vc me diz?"*



*tradução da música Taking Chances

1 gritos de felicidade:

Dama de Cinzas on sexta-feira, 19 março, 2010 disse...

Como boa geminiana eu me encanto e desencanto fácil... Apaixonar mesmo é bem mais difícil... Já romântica não sou muito não... ehehe

Beijocas

 

beah.volgari Copyright © 2012 Design by Giulia Azevedo Vintage Mustache