10 de março de 2010

8 de março de 2009

por ..bee.. às 22:26
Quando terminamos o nosso namoro, o Ex e eu decidimos que ainda seríamos amigos. Afinal, tinham sido 3 anos de amor, cumplicidade e amizade. Ele era o meu melhor amigo, meu porto-seguro... O primeiro para quem eu contava as coisas... E de tudo, foi disso que eu senti mais falta.

O ponto final foi apenas a gota d'água. Já estávamos desgastados, os dois sabiam disso, mas lutavam contra os fatos com uma força sem igual. Eu sou que tinha terminado quando ele foi grosso comigo e me desrespeitou na frente da minha família. Ali eu decidi colocar o ponto final. Sabia que eu ia sofrer, mas desrespeito eu não podia tolerar. Não existe amor sem respeito. Terminamos e acabamos tendo um encontro perfeito. Não queríamos aquele clima deprê de despedida e fomos passear de moto. Jantamos, conversamos, rimos.. E ele me deixou em casa com um "te ligo amanhã", que os dois sabiam que jamais aconteceria...

Não vou dizer que foi fácil, mas também não foi o fim do mundo. Cheguei à conclusão de que nos últimos 6 meses que estávamos juntos nós éramos mais amigos com benefícios do que namorados apaixonados. Quando eu me apaixonei pelo Garotão, depois de ter voltado de Maceió, eu liguei para ele e nós saímos para tomar uma cerveja e por o papo em dia, como amigos que dissemos que seríamos. Contei para ele do Garotão e foi então que eu percebi que jamais seríamos amigos. Não, ele nào brigou, não chorou, não gritou... Ele simplesmente sorriu e disse: "fico feliz por você". E foi assim, de repente, que eu vi que o garoto legal que eu tinha namorado, de alguma forma não estava mais ali. Nem o meu melhor amigo.

Não o culpo, eu também já não era mais a mesma. E foi justamente por isso que percebi que jamais seríamos amigos de novo. Tanto eu quanto ele estaríamos sempre esperando/procurando aquelas pessoas que não somos mais.

4 gritos de felicidade:

on quinta-feira, 11 março, 2010 disse...

É diante de situações como estas que temos a certeza de que as pessoas são aquilo que são e nã o que gostaríamos que fossem.

Um beijo moça!

Dama de Cinzas on quinta-feira, 11 março, 2010 disse...

Vc descreveu a minha sepação do meu marido... Houve um desgaste e eu pensei que poderíamos ser amigos depois da separação, mas no próprio no final as coisas não correram como imaginava e cada um de nós mostrou seu pior lado... No final o que parecia amizade se tornou uma relação amistosa muito ocasional...

Beijocas

SAL on sexta-feira, 12 março, 2010 disse...

entendo muito isso... a gente pensa q vai dá pra continuar uma relação bacana de amizade... mas não rola mesmo!

é triste... mas do contrario, não avançamos!

e mais, não ao luto dos amores perdidos, pq isso amores perdidos é sinonimo de amores achados!

bjo

Juliana Mendes on terça-feira, 16 março, 2010 disse...

SUA HISTÓRIA COM ELE É LEGAL, ESSE FIM DE NAMORO DE VOCÊS É BEM CLICHÊ MESMO...
DUAS PESSOAS QUE SE SEPARAM NÃO CONVIVEM MAIS, QUANDO O TEMPO PASSA VÃO VER QUE JÁ NÃO SÃO O QUE ERAM...
É NORMAL, O TEMPO MUDA QQR UM, E CADA PESSOA NOVA QUE CHEGA DEIXA UMA MANGA, OU UMA BAINHA NA NOSSA MALETA..
AS VEZES ISSO EH UM PONTO QUE FAZ O CASAL VOLTAR, EM RAROS CASOS, MAS O NORMAL É O ESTRANHAMENTO MESMO...
MAS SEMPRE RESTARÁ AQUELE PEDAÇO INTÁQUITO, O QUE VC DEIXOU.,...
=d

MEU EX AGIU RIDICULAMENTE, APOS ME IMPLORAR DURANTE TODO O RELACIONAMENTO QUE SERIAMOS AMIGOS DPS DE TERMINARMOS E QUE ELE ADORARIA SABER QUE ENCONTREI ALGUÉM LEGAL... ELE SIMPLESMENTE ME EXCLUIU DA VIDA DELE, EM TODOS OS SENTIDOS...
CRIANÇÃO...

DICA; FUJA DAS CRIANÇAS, PRINCIPALMENTE DE CRIANÇAS CARENTES...

:S

 

beah.volgari Copyright © 2012 Design by Giulia Azevedo Vintage Mustache