14 de março de 2013

Como eu me tornei amiga do maior babaca da face da Terra*

por ..bee.. às 20:40


Talvez eu nunca tenha mencionado isso aqui antes, mas.. eu sou amiga do Empresário hoje em dia. Sabe aquela pessoa que tem tudo para você nunca mais olhar na cara dela ou sequer lembrar o nome? Pois é.. Ele é desses. Me chamem de louca ou do que for, mas eu gosto de ter ele na minha vida.
Moramos na mesma cidade e somos amigos virtuais porque nunca nos vemos, mas conversamos quase todos os dias. Não somos nada parecidos e ainda assim pedimos conselhos um para o outro. E é uma amizade que eu não consigo entender, mas se eu parar para analisar, costumo ficar amiga dos meus ex.

Também nunca falei como nós nos conhecemos. É um caso bem ordinário desses da vida: amiga sua é amiga de um time de futebol americano, time de futebol americano sai para beber todo fim de semana e você sai junto... Você chega em casa bêbada e adiciona um dos meninos no msn, você vê o nome dele no msn no dia seguinte e fica sem graça de ter adicionado.. Até que um belo dia você está entediada na internet e ele é o único online no msn e vocês conversam! Tcharam! Ok, pode não ser uma história tão ordinária assim, mas a base de tudo foi a conversa. Já disse algumas vezes aqui que como boa geminiana, eu prezo um bom papo. E o papo com ele flui.

Insisto que não sei ao certo porque somos amigos, mas ele é uma pessoa que eu admiro e de quem eu gosto de ouvir opiniões. Eu brinco que nós somos Don Draper e Peggy Olson, de Mad Men, porque hoje em dia existe um respeito muito grande entre os dois e uma sintonia que eu diria inesperada. Ele me permite criticá-lo e eu o critico não pelo simples prazer de criticar. Acho que no fim das contas, nós somos amigos inesperados, mas eu gosto de tê-lo na minha vida porque ele é um dos poucos amigos que eu te tenho que é meu e só meu e de mais ninguém. Tá, ele tem outros 20 mil amigos e nós nos conhecemos porque ele era conhecido de uma amiga... Mas o que eu quero dizer é: eu mudei para o Rio e os meus amigos, que sempre foram meus e que eu conheci por mim, ficaram em Petrópolis... E os meus amigos daqui são os amigos que eu conheci na faculdade ou então são os amigos do Namorado. Adoro todos eles, mas.. Sabe quando você sente falta de ter uma coisa sua só por você? Tipo quando você começa a fazer aulas de dança do ventre... Ele é meu amigo particular, pessoal e intransferível, que eu conquistei por mim e ninguém mais.

E amigos tem dessas coisas: nós gostamos mesmo às vezes não sabendo o motivo. E nós não deixamos de ter a certeza de que ele é o maior babaca da face da Terra e nem deixamos passar toda e qualquer oportunidade de jogar isso na cara dele, mas ainda assim, escolhemos nos concentrar nas qualidades.

Pensando bem, acho que de agora em diante, quando eu for falar dele aqui ele será O Babaca. rs.

*título devidamente alterado por solicitação do próprio.

1 gritos de felicidade:

Dama de Cinzas on sexta-feira, 15 março, 2013 disse...

Gostamos das pessoas simplesmente porque gostamos, se a gente gostasse sempre da pessoa certa, se isso fosse possível ser escolhido. Não haveriam tantas separações e brigas. Sim, a gente se interessa por pessoas diferentes de nós a todo momento e isso é que faz a vida ser legal.

Obrigada pela força lá no meu blog.Valeu mesmo!

Beijocas

 

beah.volgari Copyright © 2012 Design by Giulia Azevedo Vintage Mustache