12 de dezembro de 2011

um pouco de Serena...

por ..bee.. às 19:21
E então que eu estou namorando. E verdade seja dita, é difícil voltar a esse estado depois de se ser solteira. Mas foi uma escolha minha. Eu cansei de putaria, eu abri mão de noites/madrugadas loucas num motel para viver um algo maior. Um algo que não faz com que eu trema da cabeça aos pés, mas que também não me faz ser surtada e louca e ficar ligando de 5 em 5 minutos para ele, para saber onde ele está. É um algo tranquilo como eu nunca achei que eu quisesse. E a grande surpresa é que eu adoro isso. Adoro ser a namorada dele.

Exceto quando ele é inseguro. Ele me disse que não confiava em mim. Tudo bem, não é novidade isso: dos últimos caras por quem eu me apaixonei, 3 de 3 me disseram isso. Então talvez seja isso mesmo, eu não inspire confiança. Exceto que eu acho que eu fico uma retardada quando estou apaixonada. Droga! Eu não quero ser aquela namorada que só sabe respirar quando o namorado está por perto. Eu gosto da liberdade. A ideia de depender de alguém me assusta um tanto! E ele sabai disso desde o começo, então por que essa crise agora? Não que eu seja a mulher mais segura do mundo, mas eu confio nele. Eu sei que se nós dois estamos juntos é por algum motivo. Eu sei que eu posso estraçalhar o coração dele a qualquer momento. Mas ele também pode estraçalhar o meu.

Não quero pedir permissão, não quero que ele peça permissão. Quero fazer o que eu quiser, e se isso incluir sair para conversar e tomar um café com o Balzaquiano, que mal tem? Talvez eu seja mesmo insensível porque eu realmente não vejo mal nisso. Aposto que se a ex dele quisesse sair pra conversar, para bater um papo, ele iria. E se não fosse eu ia achar estranho. Eu ia querer que ele fosse. Por que não ser amigo de um ex-caso? Por que não confiar em mim? Também não sei porque eu quero tanto conversar com o Balzaquiano. Talvez não queira, mas quero ter a opção de querer sem que meu namorado tenha um ataque de insegurança.

Me incomodou, de verdade. Porque me lembrou meu namoro com o ex e eu não quero isso. Não quero ter que confirmar que nada vai acontecer a casa passo que eu dê. Não quero ter que convencer meu namorado que ele pode confiar em mim, o tempo todo.

2 gritos de felicidade:

Dama de Cinzas on terça-feira, 13 dezembro, 2011 disse...

Sou bem como você. Não gosto de relacionamento melosos e grudentos. Do tipo que um vive a vida do outros.

Gosto de ter a minha individualidade e que o cara tenha a dele. Meus dois maridos tinham esse traço bem marcante e por isso consegui conviver com eles. Todos os outros relacionamentos que o cara quis manter controle sobre mim, não deram certo de cara.

Beijocas

Ivan Monma on sexta-feira, 16 dezembro, 2011 disse...

Sei bem como é isso, confesso que tenho meu momentos de ciúmes tbém, mas com o tempo passa. Boa sorte no seu relacionamento!

 

beah.volgari Copyright © 2012 Design by Giulia Azevedo Vintage Mustache